A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

07/04/2016

В защиту Джона родителей

07/04/2016 + 1 Comentários
EM DEFESA DE JOÃO PAIS.



Já não é a primeira vez que a EHF é trapalhona, mas desta vez ultrapassou todos os limites. No jogo em Sampetersburgo o capitão do Benfica marcou três golos mas a entidade que organiza a competição (Taça Challenge) atribui-lhe...zero. Inacreditável!

Tenho registos de um golo a mais ou a menos
Mesmo assim viciando a realidade, mas desta vez a EHF (Federação Europeia de Andebol) foi incompetente em demasia. Assim não vale!

A Ficha que a EHF forneceu é esta:


Eu até acompanhei o jogo em directo via ligação pela internet (que está disponível no final do texto de hoje) e registei os golos:




Preenchi a minha ficha e nunca mais liguei, até que um leitor deste blogue me questionou, no passado domingo, acerca do número de golos de João Pais. Indiquei-lhe que eram três e ele disse-me que a EHF não lhe tinha atribuído qualquer golo. E é verdade. Mas mais verdade do que isso é João Pais ter marcado três golos e Ales Silva ter marcado dois! Inacreditável! Como foi possível confundir um pivô que marca golos em força na zona central com um ponta que marca junto à linha final, neste caso do lado esquerdo, geralmente em habilidade?! E depois estas entidades (ir)responsáveis põem-se a fazer estatísticas acerca de mentiras que elas próprias criam!

Assim se marcou o 10-11


Assim se marcou o 22-24



Assim se marcou o 24-25



Como é evidente João Pais na História do Glorioso Andebol terá sempre três golos e Ales Silva "apenas" dois! A verdade só é verdade quanto mais for realidade!


O jogo até está disponível para rectificar: 30:05 (10-11), 01.17:22 (22-24) e 01.24:02 (24-25). E serve para ratificar o que é justo e injusto!




A observação directa é a mais valiosa. Desde que seja feita com atenção e critério.


Ao capitão o que é do capitão.

Alberto Miguéns

NOTA 1: Por isso é que eu no futebol faço o meu registo sistemático dos jogos há cerca de 30 anos e nos jogos, entre 1979 e 1986/87, na "Saudosa Catedral" anotava no reverso dos bilhetes - quando os havia - os marcadores dos golos e os minutos utilizando um "velhinho cronómetro". Que ainda funciona!



NOTA 2: Os jornais portugueses desta vez reproduziram o erro, mas não lhes pode ser imputada responsabilidade (embora quem faz crónicas acerca de um assunto deva presenciá-lo e registá-lo). Neste caso limitaram-se a copiar - sem duvidar - da informação fornecida pela entidade organizadora do jogo, a EHF;


Jornal " A Bola"; 27 de Março de 2016; Página 39
Jornal " Record"; 27 de Março de 2016; Página 29

NOTA 3: E então a ficha da EHF não é "oficial"? É! Mas face à realidade respondo sempre como Galileu Galilei respondeu para evitar ser condenado à morte (se bem que na actualidade nestas questões, a morte seja "simbólica"). A teoria "oficial" na Idade Média era que o planeta Terra (suprema criação divina) não se movia, mas eram todos os outros astros celestes, que giravam em torno da Terra. Conta a Lenda que Galileu Galilei, perante o tribunal da Inquisição, jurou que era assim como os inquisidores queriam. Tudo, até o Sol, gravita em torno da Terra que está parada...



Segundo a "interpretação" da Inquisição e de Galileu em 2016: João Pais não marcou golos e Ales Silva marcou cinco tentos, no entanto Ales Silva marcou dois golos e João Pais concretizou três!
1 comentários
comentários
  1. Se não estou enganado nesse jogo o João Pais marcou o seu 105º golo europeu e marcou em 37 jogos europeus, destacando-se de Cláudio Pedroso como segundo jogador com golos em mais jogos europeus, apenas atrás de Carlos Carneiro.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail