A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

15/02/2017

Falta Pouco…Quase Tudo!

15/02/2017 + 7 Comentários
O BENFICA PODE CHEGAR À FINAL. ESTA TÁCTICA DE RUI VITÓRIA É MUITO DIFÍCIL DE CONTRARIAR.



os melhores momentos da partida



Não gosto de fazer destaques individuais porque num desporto colectivo ninguém ganha sozinho, mas hoje tem de ser. E o que tem de ser tem muita força. Já devo ter visto mais de 1100 jogos do Glorioso Futebol - pelas minhas contas 1131 (este foi o 356.º na actual "Catedral") - dentro de um estádio/campo de futebol. Ederson fez uma das melhores exibições que vi, ao vivo, num estádio, um guarda-redes do "Glorioso" fazer e que têm sempre o azar de não poderem usar o "Manto Sagrado". Por isso ainda tem mais valor! Obrigado!


1-0            por Mitroglou. Golo-rioso 12 990


NOTA: Nem sei o que dizer do jogo. Ainda estou “abananado”. Deixo as estatísticas da esperança e depois com calma conto deixar a minha opinião que escrever ao Benfica vale infinitos Dia dos Namorados! Concluído pela uma e meia da matina! Podia ser pior! Já o outro está com o naco salgado!

Frente a equipas fortes Rui Vitória está "peixinho na água"
Consegue que jogadores de alto gabarito não se importem de andar quase 90 minutos a "cheirar a bola". Tem de ter valor. Não é só sorte. Conseguir motivar futebolistas desta categoria para destruir mais que construir não me parece fácil. Depois aproveitando a qualidade técnica, o Benfica torna-se extremamente eficaz no contra-ataque (em futebolês antigo) ou em transições rápidas (no futebolês pós-moderno). E até nem foi assim que marcámos o golo! Extraordinário! Foi depois de um pontapé-de-canto onde o poder físico das equipas dos clubes germânicos costuma ser difícil de contrariar. Extraordinário! Repito!


Dificilmente na segunda mão o BVB não sofre um golo
O Benfica vai jogar com os mesmos, talvez trocando Zivkovic e Jonas para os lugares de Carrillo e Rafa. O adversário não tem qualidade para desmontar os dois autocarros que Rui Vitória vai montar e jogar no erro do colosso de Dortmund. Só o azar nos poderá impedir de estar nos quartos-de-final. Se o FC Bayern Munique com muito mais qualidade teve dificuldades o que dizer deste BVB? E além disso como já várias vezes escrevi...prefiro começar as eliminatórias "em casa". Se tem ocorrido essa situação com o colosso de Munique as probabilidades deles serem eliminados tinham sido mais elevadas.

Primeira parte: táctica do destapa, tapa
O BVB dominou e só não marcou porque tem futebolistas limitados que não fazem a diferença. Lembro-me de uma "grande penalidade em movimento" e de uma bola a atravessar em toda a linha...junto à linha de golo sem que algum "borussiano" conseguisse empurrá-la. Além de mais duas onde não souberam disparar no tempo certo. Ederson pouco fez. Eles dominaram (quase 70 por cento de posse de bola) mas não souberam acertar na baliza (quatro remates todos perigosos mas todos para fora). Não têm a qualidade que tem o FC Bayern, o Real Madrid CF ou o FC Barcelona, por exemplo (ao que parece estes já estão eliminados ou perto disso...)


Segunda parte: arrumar com o resultado
Ao intervalo Rui Vitória faz uma substituição para ainda defender mais, mas também melhor, colocando mais um futebolista no centro. Pela primeira vez na minha vida vi o Benfica jogar em 4.5.1! E ganhar o jogo que é o mais importante. Se quando entrei para associado aos 18 anos, em Janeiro de 1979, contasse aqueles velhotes, no Terceiro Anel, que me ensinavam o que era a "Cultura Benfiquista", que tinham a idade que eu tenho agora, que o Benfica um dia - em 14 de Fevereiro de 2017 - ia jogar com seis ou sete jogadores mais defensivos por vezes até com dez a defender com o resultado em 0-0, na primeira mão, na "Catedral", de uns oitavos-de-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, frente ao BVB 09 Dortmund, chamavam-me maluco! E se calhar sou! Como o Futebol mudou! 


Adversário curto
Não tem capacidade para desfeitear um Benfica solidário com futebolistas de qualidade técnica acima da média com o "Manto Sagrado". Para mim será uma surpresa ser eliminado pelo clube de Dortmund. Jogam mais futebol que o "Glorioso" mas isso não chega. Num jogo como é o Futebol por vezes é secundário!  Não sabem como desmontar as duas linhas defensivas do Benfica. Ou como e diz agora no futebolês pós-moderno "jogar entre linhas". Vão ter de arriscar mais do que podem e sabem e vão sofrer um golo. Como não são um emblema mítico arriscam-se, se o resultado chegar a 0-1, a nem vencerem o jogo. E se o vencerem nunca será por mais de 2-1. A menos que o Benfica não consiga fazer em Dortmund o que fez na "Catedral". Jogar na raça, crer e ambição. Se jogarem solidários o clube germânico não consegue sair de 90 minutos sem sofrer um golo e não consigo imaginar marcarem mais que dois de diferença. Estaremos cá para ver. Se nada de mal nos acontecer entretanto, até 8 de Março. Pode ser que tenha que engolir o que escrevi, mas não acredito! Não é bazófia ou desconsideração para com o adversário. É constatar que os centrocampistas deles não têm soluções ou qualidade quando se deparam com uma teia à prova de tudo e mais alguma coisa. E não as vão inventar até ao início de Março. Mas é preciso manter os pés bem assentes no chão. Ou então tudo pode ruir. Era estragar o que já está feito (e bem feito)! E tanto custou nestes primeiros 90 minutos.

Árbitro desconexo
Na primeira parte pareceu-me caseiro. Transformar a pantufada do Ederson num pontapé de baliza, num lance que ocorreu do lado do árbitro auxiliar e ainda com o verbo-de-encher que ronda a grande-área a poucos metros é do mais burro que já vi nos últimos tempos.
Na segunda parte armou-se em defensor dos alemães. O capitão do BVB é que passou a dirigir a equipa de arbitragem!? Que falta de classe!


(clicar em cima das imagens para melhorar a visualização)

Duas notas
Um. Como o meu lugar é na fila M (piso 0/sector 32) atrás do banco de suplentes do adversário tenho sempre nestes jogos uma catrefada de adeptos burgueses e semi-capitalistas (bilhetes a 50 euros) dos clubes adversários. Aproveito sempre antes do jogo começar para meter o meu fraco inglês em dia. É que falar inglês com não ingleses é mais fácil. Avisei um "camarada de sector em tons amarelo-e-preto" que «se o Bayern Munchen tinha passado mal (2-2) e é muito mais forte que o clube de Dortmund o seu clube o melhor que conseguiria era perder por 1-2»! Riu-se, não acreditando. Expliquei-lhe como jogava Rui Vitória frente a equipas de clubes poderosos. Encolheu os ombros. No final veio ter comigo e deu-me os parabéns por ter «adivinhado o jogo». Só lhe disse em português para ele não perceber "Quem te avisa, teu amigo é"! 
Dois. Enquanto arranjava umas digitalizações e via os minutos dos momentos do jogo para fazer a minha estatística, bem como alguns lances que me deixaram dúvidas e que tinha apontado os minutos no meu bloquinho, aproveitei para "ouver" os especialistas.Inacreditável. Alguns deles fazem de um jogo de futebol um "Tratado de Física Nuclear e Choque de Protões". Como se um jogo de futebol não fosse um...jogo, mas algo de transcendente, oculto e metafísico. "Asdrúbeis"! Vão dar banho ao cão!

Durante épocas a fio era difícil o “Glorioso” vencer, por 1-0, na 1.ª mão na “Catedral”
Raro. Geralmente vencia por mais de um golo de diferença. A primeira vez com apenas 1-0 ocorreu em 1973/74, ou seja, na 15.ª participação nas competições europeias, na eliminatória n.º 39. Esta realizada ontem é a 150.ª eliminatória, 72.ª iniciada “em casa”. Nas 71 já definidas, o Benfica teve sucesso em 53 (75 por cento) e insucesso em 18 (25 por cento). Considerando apenas as 13 iniciadas com o mesmo resultado – vitória na 1.ª mão, por 1-0, numa das “Catedrais” – o sucesso é de 92 por cento, pois o único registo negativo foi em 2004/05 na pré-eliminatória de acesso à Liga dos Campeões. Num jogo da 2.ª mão, em Bruxelas, com um resultado “enganador” (D 0-3) pois antes do primeiro golo (aos 34’) e do segundo (59’) o “Glorioso” dispôs de duas ocasiões de golo desperdiçadas de forma incrível. E ainda uma outra onde também não era difícil concretizá-lo.

AS 14 VITÓRIAS, POR 1-0, NA 1.ª MÃO, EM CASA, NAS ELIMINATÓRIAS DAS COMPETIÇÕES DA UEFA

Época

Com

Elim
Res.
2.ª mão
Fora

Adversário

País

Conse-
quência
73/74
TCE
1/16
V 1-0
Olympiakós CFP
GRÉ
Em frente
77/78
TCE
1/8
V 1-0
BK 1903 Copenhaga
DIN
Em frente
89/90
TCE
1/4
V 3-0
FC Dnipro Dnipropetrovsk
URS
Em frente
93/94
TVT
1/16
E 1-1
GKS Katowice
POL
Em frente
95/96
TUE
1/16
E 2-2
SV Roda JC
HOL
Em frente
96/97
TVT
1/8
V 3-2
FK Lokomotiv Moscovo
RÚS
Em frente
03/04
TUE
1/16
D 1-2
Rosenborg BK
NOR
Em frente
04/05
LC
PE
D 0-3
RSC Anderlecht
BÉL
Eliminado
05/06
LC
1/8
V 2-0
Liverpool FC
ING
Em frente
06/07
TUE
1/16
V 2-1
FC Dínamo Bucareste
ROM
Em frente
07/08
TUE
1/16
E 2-2
FC Nuremberga
ALE
Em frente
12/13
LE
1/8
V 3-2
FC Girondinos Bordéus
FRA
Em frente
15/16
LC
1/8
V 2-1
FC Zenit Sampetersburgo
RÚS
Em frente
16/17
LC
1/8
?
BV Borussia Dortmund
ALE
?
NOTAS: Taça UEFA (TUE), na actualidade Liga Europa (LE); TVT - Taça dos Clubes Vencedores das Taças (extinta); TCE - Taça dos Clubes Campeões Europeus, na actualidade Liga dos Campeões (LC) 


Vamos Benfica! O TETRA e seis é já ali…e a “dobradinha” no Jamor! E a final da Liga dos Campeões em Cardiff.
Mais catorze vitórias (29) que os 15 insucessos (8 + 7) e mais 62 golos marcados (96) em relação aos que já se sofreram (34). O triplo dos golos marcados seriam 102. Faltam seis! Era bom que faltassem 22 de jogos para terminar a temporada!

TEMPORADA 2016/17
Competições
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
44 (22)
29
8
7
96
34
Primeira Liga
21 (13)
16
3
2
47
12
Liga dos Campeões
7 (6)
3
2
2
11
10
Taça de Portugal
4 (3)
4
-
-
17
3
Taça da Liga
4
3
-
1
8
3
Supertaça
1
1
-
-
3
0
Torneios
2
1
1
-
4
0
Troféus
1
-
1
-
1
1
Particulares
4
1
1
2
5
5
NOTA: Entre parêntesis a previsão de jogos que faltam disputar em 2016/17

Agora vem aí o mais importante. A deslocação a Braga.
Com o FC Porto a um ponto é necessário conquistar os três pontos. Fundamental. O TETRA e seis está mais próximo que a final da Liga dos Campeões. Mas eu acredito que, nos "quartos" e nas "meias", se a primeira mão for na "Catedral" que vou regressar a Cardiff...onde já não vou desde um Inter-Rail em Agosto de 1985. Já tenho saudades do País de Gales! O único país onde as passagens de nível fecham a circulação aos comboios em vez de fecharem aos automóveis como no "resto do Mundo". Galeses! Esses malucos do Râguebi. Como eu do Futebol.E eu a pensar que os velhotes, em 1979, se eu lhes contasse o jogo de ontem diziam que era impossível acontecer. Deixem o Quarto Anel e venham cá provar que eu vos estava a mentir!

CALENDÁRIO DE JOGOS EM JANEIRO/FEVEREIRO/MARÇO.2017
Mês
Dia
Adversário
Competição
Local
J
A
N
E
I
R
O
03
TER
V 4-0
Taça da Liga. 02
Casa/ SLB
07
SÁB
V 2-0
Primeira Liga.16
Fora/ Guimarães
10
TER
V 2-0
Taça da Liga. 03
Fora/ Guimarães
14
SÁB
E 3-3
Primeira Liga.17
Casa/ SLB
18
QUA
V 6-2
Taça Portugal. 1/4
Casa/ SLB
22
DOM
V 4-0
Primeira Liga.18
Casa/ SLB
26
QUI
D 1-3
Taça  da Liga/MF
Neutro/Algarve
30
SEG
D 0-1
Primeira Liga.19
Fora/ Setúbal
F
E
V
E
R
E
I
R
O
01
QUA



05
DOM
V 3-0
Primeira Liga.20
Casa/ SLB
08
QUA



10
SEX
V 3-0
Primeira Liga.21
Casa/ SLB
14
TER
V 1-0
Liga Campeões.1/8
Casa/ SLB
19
DOM
SC Braga
Primeira Liga.22
Fora/ Braga
22
QUA



24
SEX
GD Chaves
Primeira Liga.23
Casa/ SLB
28
TER
GD Estoril Praia
Taça Portugal. ½- 1.ª
Fora/ Estoril
M
A
R
Ç
O
04
SÁB
CD Feirense
Primeira Liga.24
Fora/ Feira
08
QUA
BVBorussia Dortmund
Liga Campeões.1/8
Fora/ Dortmund
13
SEG
CF “Os Belenenses”
Primeira Liga.25
Casa/ SLB
15
QUA



18
SÁB
FC Paços de Ferreira
Primeira Liga.26
Fora/ P. Ferreira
22
QUA

Jogos das Selecções
26
DOM
29
QUA
NOTAS: A segunda mão da meia-final da Taça de Portugal realiza-se em 5 de Abril de 2017. Esta data é provisória.

Acredita Benfica!
                           
Alberto Miguéns


7 comentários
comentários
  1. Valeu-nos o Ederson.
    Se lá os "Borúcios" acertarem a terça parte do que fizeram cá, só com um super-super-Ederson nos safamos.

    ResponderEliminar
  2. Exibição fraca em qualidade técnica, magnífica em entrega e raça. Acima de tudo foi um excelente resultado. Em alguns momentos foi até comovente ver nos jogadores um tão extraordinário espírito de grupo, a dedicação, a garra colocada em cada lance, cada disputa de bola, cada cobertura, cada dobra. Foi muito mais do que simples profissionalismo. Hoje em dia é visível que se conseguiu criar no seio da nossa equipa principal de futebol um espírito que os envolve os jogadores, que os compromete com a conquista e que os identifica com o Clube. Foi magnífico confirmar esses aspectos mas para conquistar esta eliminatória será preciso muito mais. A sorte de que hoje beneficiamos terá de ser complementada com mais qualidade e igual empenhamento em Dortmund. Houve muito mérito mas houve igualmente muita sorte nesta vitória. Mérito não apenas dos jogadores mas também do treinador que leu o jogo e percebeu as fragilidades da primeira parte.

    Retive o sentido das palavras de Éderson no final do jogo, algo como: "há muito chão para caminhar. Vamos tentar atingir o mais alto nível". Estas palavras são a chave para o que falta da época.

    Acreditar! Lutar! Ganhar!

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Alberto!
    Sigo assiduamente o seu trabalho e habituei-me a admira-lo.
    Desta vez no entanto, tenho que discordar da sua loa ao trabalho de Rui Vitória neste jogo.
    Acha mesmo que varios golos incrivelmente falhados por tipos como Aubameiang ou Dembelé, assim como o Ederson ter sido o melhor jogador em campo, é mérito da tática do treinador? O Benfica tem que fazer muito melhor que isto!

    Francisco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Francisco

      Eu fiquei com a ideia que os futebolistas do adversário tinham muita dificuldade em perceber como chegar à baliza e quando chegavam não o faziam com à vontade aumentando a probabilidade de errar.

      É evidente que Rui Vitória com o método que utilizou colocou-se numa posição de tudo ou nada. Se o Benfica seguir para os quartos-de-final soube utilizar as "armas de que dispunha" face ao maior orçamento do adversário.

      Se o Benfica for eliminado é o principal responsável por não ter aproveitado a classe e versatilidade do nosso plantel.

      TRIsaudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  4. Caríssimo Dr. Alberto

    Penso que a sua tabela com o numero de jogos da I Liga tem uma pequena gralha. Penso que neste momento estão decorridas 21 jornadas, sendo 16 vitórias, 3 empates e 2 derrotas com 47 golos marcados e 12 sofridos.


    Abraço e Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro José Almeida.

      Obrigado.

      De facto em vez de actualizar o 1-0 na Liga dos Campeões acrescentei como se fosse mais uma jornada o campeonato nacional.

      Erro no campeonato nacional (V 1-0 a mais) e erro na Liga dos Campeões (V 1-0 ) a menos!

      Já está normalizado.

      agradeço a atenção.

      Saudações Gloriosas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  5. Caro Sr. Miguéns
    Antes que nada quero apresentar a minha admiracao pelo seu trabalho neste blog e pelo seu profundo conhecimento, nao só sobre o Benfica, mas também sobre o futeblo em geral. Só neste artigo já o provou com o facto que fala sobre o BVB em vez do Dortmund. Toda a gente interessada em futebol na Alemanha fala sobre o BVB.
    Acerca do jogo discordo em alguns pontos, tal como o leitor Francisco. Eu entendi, e nisso concordo consigo, que o Rui Vitória tentou um jogo a destruir em vez de construir, mas a maneira como foi conseguido foi mais que sorte. Foi basicamente um milagre. Para um jogo dessa maneira é necessário apresentar mesmo um autocarro ou a superioridade defensiva, que simplesmente nao vi. Tantas oportunidades que o BVB teve, e que muitas vezes mostraram limitacoes nossas, davam para vencer as duas eliminatórias. Para mais tivemos algumas percas de bola em areas que nao deve acontecer.
    O jogo de transicao rápida, que mencionou, só aconteceu até a grande área. Depois mudou para jogadas horizontais em vez de procurar finalizacao. Sabemos jogar isso e temos as capacidades para isso, mas na terca nao o vimos. Tenho a forte esperanca, e nisso concordo novamente, que iremos marcar em Dortmund. Sendo assim estou convencido que passaremos a eliminatória.
    O que gostei de ver, para nao criticar sómente, foi a unidade do grupo e a capacidade de sofrimento. Isso vale muito e mostra que os jogadores estao com vontade e focados.
    Baseado nisso basta evitar os erros que deram em jogadas perigosas do BVB e explorr melhor e mais eficaz o contra ataque na segunda mao.
    Forca Benfica

    Saudacoes benfiquistas

    Alfredo

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail