A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

10/05/2017

O Benfica Já Foi Tetra Por Seis Segundos

10/05/2017 + 1 Comentários API
EM 1938/39, A 23 DE ABRIL DE 1939, NA CIDADE DO PORTO, FRENTE AO FC PORTO, NO CAMPO DA CONSTITUIÇÃO.


O tempo que demoraram os Onze Gloriosos Futebolistas a abraçarem-se - segundo me contou Guilherme Espírito Santo - depois de marcarem o 4-3, aos 90 minutos, após um pontapé-de-canto, e aperceberem-se que o árbitro setubalense Henrique Rosa tinha anulado um golo "completamente legal" após um falhanço (saída em falso) do guarda-redes portista Soares dos Reis.

Mas vou deixar esse assunto para depois de amanhã 
Amanhã outro TETRA vigarizado (embora menos...também pelo FC Porto) em 1977/78. Hoje os três em que não tivemos hipóteses, porque o Sporting CP foi superior: 1965/66, 1969/70 e 1973/74.

POSSIBILIDADES DE SER TETRACAMPEÃO
Época
N.º
CN
2.º classificado
3.º classificado
Clube
Dif. Pt
Clube
Dif. Pt
1935/36
1
FC Porto
+ 1/14


1936/37
2
CF "Os Bel."
+ 1/14


1937/38
3
FC Porto
= /14


1938/39
2
Sporting CP
- 1/14
SL BENFICA
- 2/14
1962/63
12
FC Porto
+ 6/26


1963/64
13
FC Porto
+ 6/26


1964/65
14
FC Porto
+ 6/26


1965/66
12
SL BENFICA
- 1/26


1966/67
15
A.A.Coimbra
+ 3/26


1967/68
16
Sporting CP
+ 4/26


1968/69
17
FC Porto
+ 2/26


1969/70
13
SL BENFICA
- 8/26


1970/71
18
Sporting CP
+ 3/26


1971/72
19
Vitória FC St
+10/30


1972/73
20
CF "Os Bel."
+18/30


1973/74
14
SL BENFICA
- 2/30


1974/75
21
FC Porto
+ 5/30


1975/76
22
Boavista FC
+ 2/30


1976/77
23
Sporting CP
+ 9/30


1977/78
6
SL BENFICA
=  /30


2013/14
33
Sporting CP
+ 7/30


2014/15
34
FC Porto
+ 3/34


2015/16
35
Sporting CP
+ 2/34


2016/17






O impensável. O TRICAMPEÃO perder, por 2-4, na "Saudosa Catedral" frente ao Sporting CP na primeira volta, em 17 de Outubro de 1965. E foi a segunda vitória do SCP na Luz (primeira para o campeonato nacional) depois de uma para a Taça de Portugal, em 1962/93. Em final de 1965, decorriam já treze anos depois da inauguração, em 1 de Dezembro de 1954, da "Saudosa Catedral". Entretanto com 15 «Dérbis de Lisboa» disputados: onze para o campeonato nacional (quatro empates), três para a Taça de Portugal (vitória, empate e derrota) e um para o torneio de pré-época, em 1958/59, taça "Cândido de Oliveira", com nove vitórias, cinco empates e uma derrota, a tal em 22 de Junho de 1963. Em golos 32/16. O dobro!



31.º Campeonato Nacional (1965/66)
Começar em 6.º lugar (devido ao empate em Coimbra) mas na 2.ª jornada já em 2.º lugar ex-aequo com o SCP a um ponto (totalista com quatro, do FC Barreirense). A derrota, na 3.ª jornada, frente ao FC Porto afastou-nos do primeiro lugar, num campeonato que se considerava atípico - equipa da Associação Académica de Coimbra e Vitória SC Guimarães na liderança com 5 pontos - mas acabou igual a grande parte de todos os outros com os chamados "Três Grandes" nos três primeiros lugares. Na 6.ª jornada o impensável. Quando se pensava que o TRIcampeão ultrapassaria o Sporting CP eis que este vence pela primeira vez na "Saudosa Catedral" e por 4-2 com quatro golos de Lourenço, que passou a ser a designação do Renault 4L. E chegou a estar em 1-4: 0-1, 1-1; 1-2 ao intervalo; 1-3; 1-4; 2-4. O SCP chegou ao topo ex-aequo com o Vitória SC, ambos com dez pontos! E não voltaria a sair de lá...tão cedo! E o SLB em 4.º lugar (sete pontos) com o FC Porto em 6.º (seis pontos). Este seria terceiro classificado! A sete pontos do "Glorioso" e oito do Sporting CP.

Quando "dar avanço" nunca é bom
A 10.ª jornada tornou-se importante pois o Vitória SC chegava ao nosso terreno em vantagem (2.º lugar com mais dois pontos). A vitória colocou-nos em 2.º lugar isolando, ainda mais, o Sporting CP. Na 12.ª jornada os futebolistas do Benfica garantiam ir aproveitar a deslocação do SCP ao FCP. Nada disso. O jogo em Setúbal (o VFC era 7.º classificado, a seis pontos/três vitórias do "Glorioso") foi inacreditável, nada de acordo com um tricampeão: 1-0; 1-1 ao intervalo; 1-2; 1-3; 1-4 aos 67 minutos. O Benfica conseguiria em 23 minutos empatar o jogo com 4-4 a dois minutos do seu final. Inaceitável para quem dizia ir aproveitar a deslocação do líder. Queda para o 3.º lugar entre o SCP e o VSC. Na 15.ª jornada o SLB entra na discussão do Tetra com a derrota do Sporting CP em Guimarães, por 2-3. Na 17.ª jornada frente ao 5.º classificado (Varzim SC) o Benfica empatando a um golo deixa de depender do...Benfica! Percebia-se que o plantel era inconstante, capaz do pior e do melhor! Na 19.ª jornada uma vitória categórica no estádio do líder (Sporting CP) e reduzir para um ponto a diferença. Na 20.ª jornada o Benfica iguala o SCP (empate deste em Braga, sem golos). Liderança ex-aequo, embora o SCP com melhor diferença de golos, quatro! (+ 37/ + 33). Quando se percebeu que os golos podiam fazer a diferença o Benfica recupera dois golos, na 21.ª jornada (+ 41/ + 39).

Do Tetra ao descalabro
Na 22.ª jornada o SCP empata, a um golo no estádio do Restelo, frente ao CF "Os Belenenses". Dizia-se que o clube que já fora das Salésias (e agora era do Restelo) vingava o que ocorrera em 1954/55 tirando o título ao SCP! Nesta 22.ª jornada o TRIcampeão Benfica isola-se na liderança (única jornada em 26!) Na 23.ª jornada um decisivo VSC (4.º classificado com 27 pontos) frente ao SLB (1.º com 36 pontos). Barracada total. Depois de 0-2 ao intervalo, o SLB reduz para 1-2, mas permite o 1-3 , consegue o 2-3 (aos 69 minutos) e em 21 minutos não consegue marcar. Jogo em 27 de Março com três dias depois (a 30) o Departamento de Futebol a propor o afastamento de Béla Guttmann como "treinador de campo" considerando o adjunto Fernando Cabrita como o treinador de campo de "pleno direito". Já havia "mosquitos por cordas" desde 9 de Março depois da tareia, na "Saudosa Catedral", por 1-5 (com 0-3 ao intervalo) frente ao Manchester United FC, na 2.ª mão (depois de 2-3 em Old Traford) nos quartos-de-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus. Então Guttmann foi contratado para conquistar a "Terceira" e nem campeão nacional conseguiria ser!? Na 24.ª jornada o Benfica empata, sem golos, em Braga (9.º lugar) e o SCP faz o mesmo frente ao GD CUF (10.º lugar), no Barreiro. Pior. Uma semana depois, no mesmo local, 1-4 para a primeira mão dos quartos-de-final da Taça de Portugal, com 3-1 na segunda mão. O "Glorioso" eliminado na Taça de Portugal por um golo e a um ponto da liderança do campeonato nacional, com duas jornadas por disputar. E ficou assim! Na penúltima jornada o SCP aplicou 4-0 ao FC Porto (3.º classificado)! Foi-se a segunda possibilidade de conseguir conquistar o quarto título consecutivo de campeão nacional. Logo os adeptos disseram que os futebolistas do Benfica andavam a poupar-se para os três jogos decisivos no apuramento rumo à fase final do Mundial de 1966, na Inglaterra. E frente à Turquia e na Checoslováquia (com um dos melhores golos de Eusébio) jogaram seis Gloriosos em onze. E frente à Roménia foram sete Gloriosos em onze. Três resultados por um golo de diferença: 1-0 (em Ancara), 1-0 (em Bratislava) e 2-1 no Estádio Nacional. Adeus TETRA! Adeus "Terceira"! Adeus Taça de Portugal! Adeus Béla Guttmann!




Ter o título na mão e deixá-lo cair
"Andar" a correr atrás dos pontos 19 jornadas, duas (20.ª e 21.ª) à procura de conseguir o maior número de golos possível, chegar à liderança (22.ª em 26 jogos) e não ter estofo na dupla deslocação ao Minho: Guimarães e Braga. Inglório. O Sporting CP mereceu conquistar o título. Mesmo que por um escasso ponto. Marcou quatro golos na "Saudosa Catedral" e soube aguentar a pressão nas jornadas finais. Ao contrário do "Glorioso"! A selecção é que ficou a ganhar!

CAMPEONATO NACIONAL 1965/66
Jorn
RES
Sit
Adversário
SCP
FCP
01
E 2-2
F
Ass. Académica Coimbra
- 1
+ 1
02
V 6-1
C
GD CUF Barreiro
=
+ 1
03
D 0-2
F
FC Porto
- 1
- 1
04
V 1-0
C
Varzim SC
- 1
=
05
V 2-1
F
Lusitano GC Évora
- 1
+ 1
06
D 2-4
C
Sporting CP
- 3
+ 1
07
E 1-1
F
SC Beira-Mar
- 4
=
08
V 8-2
C
FC Barreirense
- 4
+ 1
09
V 1-0
F
Leixões SC
- 4
+ 1
10
V 4-2
C
Vitória SC Guimarães
- 4
+ 1
11
V 4-1
C
SC Braga
- 4
+ 2
12
E 4-4
F
Vitória FC Setúbal
- 4
+ 2
13
V 2-0
C
CF "Os Belenenses"
- 4
+ 2
14
V 4-0
C
Ass. Académica Coimbra
- 4
+ 4
15
V 3-1
F
GD CUF Barreiro
- 2
+ 4
16
V 3-1
C
FC Porto
- 2
+ 6
17
E 1-1
F
Varzim SC
- 3
+ 5
18
V 1-0
C
Lusitano GC Évora
- 3
+ 6
19
V 2-0
F
Sporting CP
- 1
+ 6
20
V 5-0
C
SC Beira-Mar
=
+ 6
21
V 7-1
F
FC Barreirense
=
+ 6
22
V 2-0
C
Leixões SC
+ 1
+ 6
23
D 2-3
F
Vitória SC Guimarães
- 1
+ 6
24
E 0-0
F
SC Braga
- 1
+ 5
25
V 3-2
C
Vitória FC Setúbal
- 1
+ 7
26
V 3-1
F
CF "Os Belenenses"
- 1
+ 7
NOTA: As diferenças não são em tempo real, pois não contemplam adiamentos ou antecipações de jogos

Sábado? Acredita Benfica!
                           
Alberto Miguéns

PLANO PARA O (NUNCA MAIS É SÁBADO)

Às 12:00 horas de quarta-feira (10 de Maio)
35.º Campeonato Nacional (1969/70)

Às 20:00 horas de quarta-feira (10 de Maio)
39.º Campeonato Nacional (1973/74)

Às 00:00 horas de quarta para quinta-feira (10 para 11 de Maio)
O Compadre de Pedroto ajudou à festa (1977/78). Como o árbitro Manuel Vicente empurrou o Benfica para um empate com sabor a derrota


Às 00:00 horas de quinta para sexta-feira (11 para 12 de Maio)
O "Glorioso" foi TETRAcampeão durante seis segundos (1938/39). Como o árbitro Henrique Rosa (de Setúbal) inventou anular um golo legal que fazia do Benfica TETRAcampeão. E que o guarda-redes portista, Soares dos Reis, continuava sem perceber o porquê da ilegalidade do golo...12 anos depois!
1 comentários
comentários
  1. Essa temporada de 1965/66 sempre foi estranha para mim. Guttmann perdeu a magia? Também ele teve a sua maldição? O que é certo é que nunca mais ganhou nada. Será que se o Benfica o tivesse mantido teria ainda conquistado mais títulos? Os tempos tinham mudado. O que parece certo é que o ambiente à volta da equipa e dentro da equipa seria já complicado. Provavelmente coisas que nem interessa escavar.

    Por isso Sábado é importante fechar o campeonato. Pela História. Pelo Tetra em si. Pelo orgulho e alegria que vai espalhar por esse País (e pelo Mundo) fora.

    Já vi que vai ser uma semana de grandes artigos. Obrigado!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail