A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

29/03/2017

Quando Foi a Maior Lotação da "Saudosa Catedral"?

29/03/2017 + 2 Comentários
 AO CONTRÁRIO DO QUE SE OUVE E ESCREVE COM FREQUÊNCIA NÃO FOI NA FINAL DO CAMPEONATO MUNDIAL DE SUB-20 EM 1991!



É que oficialmente após as obras para a realização dessa Fase Final a lotação oficial da nossa Saudosa Catedral passou para 98 mil pessoas. Por isso nunca poderia ter 135 mil pessoas nas bancadas. Seriam um acréscimo de 37 mil pessoas, ou seja, 38 por cento. Uma impossibilidade um estádio  mesmo a "rebentar pelas costuras" ter quase outro meio-estádio dentro dele!


A maior assistência foi em 4 de Janeiro de 1987
Calculada entre 135 e 140 mil pessoas. Num Benfica frente ao FC Porto (V 3-1 com três golos de Rui Águas) Recordemos que quando o "Fecho do terceiro Anel" foi inaugurado (21 de Setembro de 1985) as bancadas estavam praticamente "nuas". Havia cinco sectores com cadeiras no Segundo Anel (cativos) do lado do antigo Terceiro Anel e um sector (o central, para os sócios com Títulos de Propriedade (Fundadores que ainda vinham das Amoreiras) do lado contrário - no Segundo Anel para o lado da Segunda Circular. É verosímil que num estádio para 120 pessoas possa haver - com tudo em pé e escadas repletas - um acréscimo de 15/20 mil pessoas. Representaria cerca de  17 por cento. Possível!



A primeira redução foi com a construção dos dois marcadores, inaugurados em 20 de Abril de 1988
Era uma promessa eleitoral da lista encabeçada por João Santos que venceu as eleições em 27 de Março de 1987. Segundo constou cada marcador retirou dois mil lugares em cada topo. Cerca de 5 mil lugares desapareceram. A lotação passou para 115 mil pessoas.


Depois foram as colocações de cadeiras no primeiro e segundo anel (passou para 105 mil pessoas)
Como se percebe nesta fotografia em 2 de Dezembro de 1990 (SLB frente ao FC Porto; E 2-2) o estádio já tinha cadeiras em praticamente todos os dois primeiros anéis. Cada fiada de cinco cadeiras ocupava o espaço anteriormente reservado a seis pessoas. É só fazer as contas.


Depois foram as obras para fazer os camarotes de Imprensa (aproveitando para construir também os camarotes empresa) aproveitando as verbas estatais para a realização do Mundial
A lotação passou para 95 mil pessoas. A construção daquilo que eu chamava "pombal" destruiu não só a magnífica estética da frontaria do Estádio como reduziu 15 mil lugares para criar cinco mil. Ou seja passou-se de 105 mil para 95 mil, com 90 mil nas bancadas e 5 mil distribuídos pelos dois camarotes: Imprensa e Empresas, com os dois elevadores de acesso pelo exterior.





Um "crime à pato-bravo"
Eliminar uma fachada espectacular atravancando-a com duas torres onde circulavam dois elevadores. O da esquerda para os camarotes-empresa e o da direita para os camarotes-imprensa.



Houve, pelo menos, mais dez jogos com lotação superior à dessa final de 1991
Em breve colocarei aqui, com base na Imprensa, as dez maiores assistência na "Saudosa Catedral", todas acima de 110 mil pessoas!

O valor de 135 mil nessa final do Euro'1991 (Sub-20) é uma impossibilidade. Não se consegue colocar dentro de um estádio quase mais 50 por cento da sua lotação.

Alberto Miguéns
Ler Mais ►

Nos Seniores do Benfica Jogou Um Miúdo Com Onze Anos?

+ 5 Comentários
UMA ÁGUIA MESMO DE NOITE VÊ MAIS QUE ESSA CAMBADA QUE CIRCULA POR AÍ NAS ROTUNDAS DESTA VIDA!


Nesta semana entediante - quinta-feira já vai animar -aproveito para esclarecer um leitor. E repor a verdade que descobri anteontem na estorieta de Pepe se estrear, em 28 de Fevereiro de 1926, frente ao Benfica conseguindo o CF "Os Belenenses" recuperar de uma (inexistente) desvantagem de 1-4 para 5-4! O jogo foi mau para o Benfica mas tanto também não. Vamos ao que tinha programado primeiro.

«Caro Alberto Miguéns. Comprei um livro com todos os jogadores do Benfica e tenho passado a informação para folha excel, mas há informação que não me parece correcta. Por exemplo penso que Artur e Alberto Augusto eram irmãos e Artur era mais velho. Mas no livro está uma data que o faz mais novo. Estarei errado?»
NOTA: Autor identificado mas que não identifico pois não consegui contactá-lo para dar essa permissão. Se quiser ele que o faça nos comentários.

Caro! Está mais do que certo. Duas vezes certo!
Esse livro tem muitas incorrecções biográficas e até nos nomes que deviam estar correctos por ser um "Produto Oficial" do SLB. E o Clube ter obrigação de ter conhecimento desses dados pois tem os contratos feitos com os futebolistas. E de facto são irmãos. E Artur é o mais velho. Isso era frequentemente escrito nos jornais da época. Como vê sabe mais acerca da "Gloriosa História" do que quem permitiu que fossem reproduzidos tantos erros.



(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)

No caso de Artur a data é uma imbecialidade (mas o zerozero ainda consegue ser mais...)
Fazendo as contas percebe-se que a data de nascimento (se a da primeira época em que jogou no Benfica está certa) é inverosímil. Para já estas datas de 1 de Janeiro "cheiram-me sempre a esturro", ainda que haja quem nasça nesse dia! Quando se quer inventar e há pouca imaginação 01.01 é um bom número. Como é que Artur Augusto se nascesse em 1 de Janeiro de 1900 podia ter jogado na extraordinária (e campeã) primeira categoria do "Glorioso", no final da temporada de 1914/15, com 15 anos e meio?! Brincadeira. Mas o "caso" ainda é mais absurdo no zerozero. Como nasceu em 15 de Março de 1904 e jogou em 1915/16 (nem na época acertam!) quer dizer que tinha...onze anos e meio (clicar)! Puxa! Qualquer dia aparece um que ainda gatinha!



Só que isto não fica por aqui, pois o futebolista antes de jogar no "Glorioso" foi elemento do Internacional/CIF (1914/15) além de ter feito a sua formação como futebolista no Grupo Football Benfica.


Jornal "O Sport Lisboa" n.º 61; 16 de Outubro de 1914; Página 3 (extracto)
Ou seja para o zerozero, embora o ignorem na ficha, com pouco mais de dez anos já jogava na 1.ª categoria do Internacional - 2.º classificado (17 pontos), em 1913/14, atrás do campeão regional Benfica (19 pontos) e na dianteira do Sporting CP (11 pontos).
"Oficialmente" para o SL Benfica estreou-se no Internacional, como adversário, com pouco mais de 14 anos!


Alberto Augusto é mais novo (ao contrário do que publicaram no livro)
Erram por um dia (pormenor) mas Alberto Augusto não era mais velho ano-e-meio que Artur Augusto. Era quase dois anos mais novo que o irmão. E chegou ao Benfica, com 19 anos, depois de ter passado também pelo Grupo Football Benfica que só concorria em 3.ª e 4.ª categoria nos campeonatos regionais de Lisboa. O irmão Artur Augusto chegou ao Benfica com 18 anos e nove meses, estreando-se em 27 de Junho de 1915, numa tentativa de Cosme Damião para perceber se abandonava o futebol ou continuava mais uma temporada. Continuou!



Os dois irmãos com o Manto Sagrado
Numa fotografia da equipa que derrotou, por 5-0, o Internacional/CIF na final da Taça de Honra de Lisboa fazendo a "dobradinha" pois conquistara também o Regional e a Taça de Honra de Lisboa fechava a temporada de competições oficiais. Apesar da fotografia estar legendada, cortei-a, para ter o deleite (e a honra) de escrever os nomes destes SEMPRE GLORIOSOS. Golos de: Herculano Santos, José Pimenta, João Morais, Cândido Oliveira e Jesus Crespo. Que delícia!

(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)


Vítor Gonçalves, João Morais, Alberto Augusto, Cândido de Oliveira (cap.), Manuel Arsénio (guarda-redes), Clemente Guerra (geralmente guarda-redes jogou como defesa-direito), Artur Augusto, José Pimenta, Herculano Santos, Fernando Jesus e Jesus Muñoz Crespo Revista Football n.º 26; capa; 24 de Julho de 1920
Os dois irmãos na primeira selecção nacional
Embora nessa época (18 de Dezembro de 1921; D 1-3, em Madrid no I Espanha-Portugal) conta-se que Artur Augusto jogando no FC Porto foi o único futebolista autorizado a jogar pela selecção nacional por ter nascido em...Lisboa!




Não tenha em conta o livro
Nesse "livro" até Júlio chamam ao nosso Cosme Damião!



Anteontem nem queria acreditar
Ao ler dois textos acerca de Pepe com o objectivo de aferir os meus conhecimentos para poder fornecer aos leitores deste blogue informação correcta - o mais correcta que for possível - deparei-me com uma mentira acerca do Benfica. Para valorizarem o CF "Os Belenenses" e Pepe rebaixaram o "Glorioso" escrevendo que depois de estarmos a vencer, por 4-1, ainda se perdeu por 4-5! Quando eu sabia que esse jogo foi extremamente difícil e que o SLB nunca teve três golos de vantagem. Confirmei. Até o Benfica passar de 2-2 para 4-2 em dois/três minutos foi uma proeza.


(clicar em cima da imagem para conseguir melhor visualização)

Os jornais com a crónica do jogo não deixam dúvidas
No zerozero são zarolhos plagiadores e Rui Dias Record'a as habituais trapalhadas típicas desse jornal. Tenho uns três livros dele acerca da suposta História do Futebol Português e percebe-se que não é vida para ele. Ler estas crónicas quase do tamanho de lençóis?! A vantagem é que lendo estes jornalistas aprenderia a escrever melhor!

Primeiro a crónica de Rebelo da Silva um dos co-autores (com Mário de Oliveira) da História do Clube 1904 - 1954 com mais de mil páginas. Depois o conceituado "Os Sports" superiormente dirigido por Mestre Cândido de Oliveira!




Já disse e repito
É impossível enganar a Gloriosa História. Até no "chinquilho" se o Glorioso alguma vez o tivesse jogado! O Benfiquismo foi desde logo uma paixão que nunca deixou o clube caminhar só. Houve sempre alguém a registar os seus feitos e a divulgá-los. Em 1905 ou 2017! Por isso desenganem-se se pensam que conseguem endrominar a Gloriosa História! 

Deixem de ser invejosos! O Benfica é assim, estúpidos!

Alberto Miguéns

NOTA: Com esta resposta penso que esgotei os pedidos "públicos" mas continua à espera, arrastando-se desde há muito uma resposta que espero dar até final desta temporada do Futsal. No limite no início da próxima(clicar)

Já agora entre o zerozero e o Record arranjem lá uma parceria para me pagar o que me devem por ter que os corrigir. e nem contabilizo o tempo e a paciência.



Ler Mais ►
Em Defesa do Benfica no seu E-mail